"Essas palavras que escrevo me protegem da completa loucura." Charles Bukowski

segunda-feira, outubro 03, 2011

Já é dor de qualquer forma



e porque não perguntar? no máximo, vou ouvir um não ou um silêncio... já doeu por tantas outras coisas, e cá estou eu: viva pra contar. mais uma, e outra e outras... não vão desfalecer esse peito já acostumado com todo tipo de dor.


Letras .... .... Tortas
 
 
pq hj eu estou drama até a última raiz sob efeito de formol da minha cabeça.

6 comentários:

Daiana Fernandes disse...

Que a dor não doa tanto e quando ela passar perceba-se mais forte.

bjs e uma semana iluminada

Itauanne disse...

seguindo seu blog
segui o meu tbm ^^
http://intensamenteamor.blogspot.com/ bjuss

Alene Mattos disse...

obrigada, Daiana! é isso q sempre esperamos da dor, né? q ela sirva pra nos tornar pessoas melhores...

e Ituanne, é um prazer tê-la aqui! fique a vontade para voltar sempre!

beijo, meninas!

Alê disse...

"Difícil conjugar a vida,

Separar cicatriz e ferida..."



Zélia Duncan

Alline disse...

Eu perguntei, mas a resposta não foi suficiente... sei que vou ter que me convencer sem mais perguntas e respostas. Ou: a resposta sempre esteve lá, eu é que não a enxerguei. Pra mim foi assim, e a dor maior já foi. Fica o resquício, depois o vazio.... depois... quem sabe?

Te cuida. ;)

Beeeeeeeijo

Alene Mattos disse...

Esse trecho é mto lindo, Alê! adorei a relação... rsrsrsrs...
e Aline, certas respostas e certos silêncios só deixam vazios! quem sabe?

Cuidem-se, meninas e um ótimo feriado!