"Essas palavras que escrevo me protegem da completa loucura." Charles Bukowski

segunda-feira, setembro 10, 2012

E quando tudo dói?

 
Olhava para as gotas do soro percorrendo o tubo 
e indo direto pra sua veia. Percebeu que a 
dor era demais pra ficar só no peito. 
Ela extravasou para os músculos, nervos
e articulações. Mas o doutor não entendia. 
Não percebia que a Dipirona era pras dores do corpo. 
O que fazer com todo o resto que também doía?
   
 Letras .... .... Tortas
 
ps: porque a poesia transborda até quando se está internada no hospital... domingo difícil!

5 comentários:

Kenia Smith disse...

Aqui tbm dói um 'bucado' viuh...
Por aq o domingo tbm não foi nada fácil...uma internação tipo U.T.I

Bjus minha gatinha!

Ps:e que consigamos sair do coma #urgente!

May Sampaio disse...

Minha Jujuu!!
;D
Tá melhorzinha, tá?!
Fica logo boaa...

TE AMO.
Ps.: Fica boa de tudoo logo!

Alene Mattos disse...

Já Tô melhorzinha!
vaso ruim não quebra assim não.

Tbm amo vcs, minha juanas!

Derluh Dantas disse...

Essa dor parece que é a que mais machuca, aquela em que a "Dipirona", nem mesmo aquela alta dose de Morfina resolve... esse "todo resto que dói", que deixa marcas, faz chorar e doer um pouco mais!!!

Tenho tido dores parecidas e por vezes a dor some e fica uma insensibilidade em todo o ser... é uma dor completa de sobreviver!

que ventos melhores nos soprem um cadinho melhor e mais forte!

Alene Mattos disse...

que ventos melhores nos soprem todos os dias!
Obrigada pelas visitas: May, Kenia e Derluh!